Print Friendly

>

Meu domingo foi super preguiçoso, acordei e fiquei na cama lendo e assistindo a TV. O calor está demais por essas bandas né gente?! Nem chegou o verão e a gente já está “derretendo” de tanto calor.  Com esse sol que está fazendo me deu desânimo de sair para almoçar fora.
Dei uma olhada no freezer e achei uns camarões, daí lembrei do arroz que o Seu João levou para nossa aula de Pilates. Perguntei a receita e ele me disse que colocava “tudo que encontrava na despensa”. Achei o nosso almoço! Como só íamos almoçar eu e o marido, resolvi arriscar e fazer um “arroz com tudo dentro”.
Já que era para “inventar”, comecei variando o arroz. Nada de arroz comum! Como tinha um pacote de Raris 7 Cereais, separei 2 xícaras e resolvi usá-lo.
Piquei 1/2 cebola bem miudinha e levei ao fogo com um pouquinho de óleo.
Coloquei 2 xícaras de arroz e dei uma fritadinha.
Gente, esse arroz precisa de mais água para cozinhar do que o arroz comum.  Eu já ensinei a fazer um arrozinho bem gostoso aqui, vocês lembram né?!
Pois é! Para o arroz Rariz você vai precisar de 3 e 1/2 xícaras de água fervente para cada xícara de arroz utilizada, ao invés de 2 (usada no preparo do arroz comum).
Quando meu arroz estava bem fritinho coloquei a água fervente, mexi, acertei o sal, mexi novamente e coloquei a tampa semi-aberta.

Enquanto o arroz cozinhava dei uma “geral” na despensa e na geladeira para ver o que eu achava para colocar no meu almoço. Primeiro temperei os camarões com sal e limão e coloque,i aos poucos, para cozinhar no vapor. Vocês já sabem que gosto de cozinhá-los no vapor porque eles ficam mais tenros né?! A medida que foi cozinhando, fui reservando e como eles eram um pouco graúdos eu cortei ao meio e separei alguns para enfeitar os pratos.

Achei metade de uma cenoura e um punhadinho de vagem. Cortei tudo em quadradinhos bem pequenos e levei ao fogo até que ficassem “al dente”.
Achei 2 vidrinhos de Tremoço abri e escorri.
Achei também um vidro de picles. Abri, separei 6 pepininhos e cortei em quadradinhos.
Quando a água secou e o arroz estava cozido, coloquei tudo dentro, a cenoura, a vagem, o tremoço e o picles.
Mexi bastante para que o arroz se misturasse aos outros ingredientes.
Resolvi servir na própria panela. Ralei um bocado de queijo parmesão por cima e levei ao forno para gratinar. Meu forno tem uma serpentina elétrica para gratinar, posso usá-lo no gás ou na eletricidade, dependendo da necessidade. É otimo!
Quando o queijo derreteu, servi! Reguei com um pouco de azeite, enfeitei com um camarão inteiro e umas folhinhas de manjericão.

Meu “arroz com tudo dentro” ficou tão gostoso que o marido repetiu 3 vezes :))

Ahh, eu fiz o meu com o arroz Raris, Seu João fez com o arroz comum e você pode fazer com o arroz de sua preferência e colocar tudo que tiver vontade!
Até a próxima!!